A Morte dos Estatísticos

Neste post do Vincent Grandville, ele apresenta alguns dados do Google Trends no qual ele induz que o cientista de dados está em alta e os estatísticos estão em baixa de acordo com o número de anúncios de oportunidades de emprego.

A discussão rende boas horas de filosofia, debates acalorados que vão desde estruturas de reserva de mercado para A ou B categorias profissionais até mesmo a defesa de caixas-pretas que são alguns algoritmos/técnicas de mineração de dados e aprendizado de máquina.

No entanto, o ponto principal é que essa dicotomia existe de forma virtual, já que da mesma forma que um estatístico não é um especialista em linguagens de programação para análise de dados, um cientista da computação não tem instrumental analítico/matemático para desempenhar alguns tipos de análises.

Vale a pena verificar os comentários.

 

A Morte dos Estatísticos

Um comentário sobre “A Morte dos Estatísticos

Deixe o seu comentário inteligente e educado! :o)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s