Políticas Afirmativas, Mineração de Dados e Ética

Neste post do The New Republic assinado por Jefferey Rosen apresenta um paralelo bem interessante sobre a questão das ações afirmativas e como a mineração de dados está nesse meio campo através de análises de grupos raciais e a aceitação nas universidades americanas.

O assunto é interessante de discutir no âmbito da ética em mineração de dados, já que uma das premissas relativas à construção de métricas é não levar sob nenhuma hipótese aspectos relativos a questões sensíveis à sociedade (negros, homosexualismo, religião)  em consideração para construção das mesmas, já que pode tornar o julgamento; e em consequência a tomada de decisão tendenciosa.

Entretanto, cabe colocar o dedo nessa ferida a posteriori quanto a absorção dos profissionais graduados no mercado de trabalho, em comparação à aqueles que não foram comtemplados com as políticas de afirmação, utilizando-se de clusters sobre aspectos como remuneração, escalada de cargos corporativa, bônus e participação dos lucros e demais regras de comparação entre profissionais.

Esse efeito relativo às ações afirmativas, sobretudo o acesso das cotas raciais ns universidades será um fenômeno muito interessante de ser observado a alguns anos, e servirá de parâmetro para saber se os empregadores tem discriminação entre esses profissionais; ou bem como os mesmos são absorvidos mais rápidamente mas com rendimentos abaixo do esperado pelo mercado.

Políticas Afirmativas, Mineração de Dados e Ética

Deixe o seu comentário inteligente e educado! :o)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s